Nunca Generalize

Texto extraído do jornal Correio do Povo (www.cpovo.net) dia 14/02/2008

Juremir Machado da Silva

NUNCA GENERALIZE

Eu já fui acusado de muita coisa negativa. Até do que não é negativo. Por exemplo, homossexual. Não sou. Mas qual o problema em ser? Quando me chamaram de gremista, eu me irritei. Mas não é infamante ser gremista. Minha mulher é gremista. Já me criticaram, por exemplo, por generalizar. Disseram-me bem assim: nunca generalize. Generalizar é um erro. A minha resposta é simples: isso é uma generalização. Em inúmeras situações, generalizar é essencial. A ciência funciona com base em generalizações. Observa-se um fenômeno ou um conjunto de comportamentos e tira-se uma conclusão com valor geral. Sob certas condições. Há confusão entre generalizar, exagerar e totalizar. Quem generaliza, em geral, não totaliza, mas pode exagerar. Num ‘sempre foi assim’ pode haver totalização, exagero ou, dependendo do contexto, generalização. O problema não é a generalização em si, mas a generalização improcedente, indevida, falsa.
A generalização pode ter um efeito retórico sem ser falsa. Um leitor me envia uma questão a ser analisada. Segundo ele, nenhum candidato ao vestibular da Ufrgs foi excluído, com nota maior, em função da entrada de um cotista com nota menor. Ele destaca: nenhum. O raciocínio dele é o seguinte: quem não entrou, foi excluído, na categoria em que estava concorrendo, pelos que tiraram nota mais alta. Em outras palavras, haveria, fixado em edital, um número de vagas em disputa para não-cotistas e outro número de vagas para cotistas. Eram dois concursos num só. O leitor antecipa o contra-argumento de que as vagas para cotistas foram deduzidas previamente do total das vagas existente antes das cotas. Para ele, isso só aumentou o índice de exigência numa das categorias do concurso. Mas, mesmo que vagas tivessem sido acrescentadas, reclamações aconteceriam de parte de quem ficasse de fora, pois é a própria divisão em categorias que está em discussão. Ou seja, a regra do jogo.
Haveria aí uma generalização? Conforme alguns advogados e juristas, só pode haver ação afirmativa quando ninguém é prejudicado por ela. Em que sentido alguém é prejudicado quando se inscreve para uma categoria de um concurso e quer ser aprovado em outra? A resposta encontra-se em uma totalização (não uma generalização, ou uma generalização indevida) encoberta: a de que o mérito (maior número de acertos num conjunto de provas) deve prevalecer sobre qualquer outro critério de escolha. A base da comunicação humana é a generalização. Jornalistas, críticos literários e de cinema, por exemplo, adoram listas do tipo ‘os dez melhores filmes’, ‘os cem melhores livros’ e outros chutes do gênero. É a generalização do gosto de alguns. Em geral, por impossibilidade concreta, sem o conhecimento de todo o material existente em cada categoria julgada.
Um autor excluído de uma dessas listas poderá um dia sentir-se prejudicado e entrar na Justiça pedindo reparação. Essas classificações generalizam, porém, não totalizam. Nas argumentações contra as cotas há muitas generalizações: quem teve melhor escore será necessariamente melhor profissional ou quem entrou com rendimento menor não poderá ser um ótimo profissional. Outra generalização é afirmar que o melhor para a sociedade é sempre selecionar quem teve o melhor rendimento num momento específico. Será mesmo? Aqui vai uma generalização definitiva: o vestibular não é um processo de seleção, mas de exclusão. O resto é papo.

juremir@correiodopovo.com.br

1 Comment

Filed under Ações Afirmativas, Correio do Povo, Cotas, Culture, Difference, Juremir Machado da Silva, Logic, Social Justice

One response to “Nunca Generalize

  1. Meu querido profi!!!! Sempre com textos e aulas brilhantes, o doutor e professor Juremir está sempre fazendo uma análise de tudo, com ironia, é claro.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s