Teologia negativa e Theodor Adorno A secularização da mística na arte moderna – Eduardo Losso

A Tese analisa a relação da filosofia, especialmente a estética, de Adorno, com a teologia negativa e a mística. Essa relação não é de identificação nem de equivalência: Adorno resgata, com filtro crítico, a própria negatividade e a transformação secularizada da mística sem se ater a “relíquias teológicas”. Mas essa operação secularizadora descobre que a própria teologia negativa e a mística tradicional foram o efeito de um avanço emancipatório do esclarecimento. Desde o seu surgimento, e passando por diversas transformações históricas, a mística sempre esteve ligada a grandes questões existenciais da filosofia, além de apresentar relações intrínsecas com a experiência estética moderna. E é justamente para esta região que se encaminha o foco do trabalho: localizar a questão da teologia negativa e da mística na modernidade lá onde elas encontraram seu melhor refúgio profano: na obra de arte moderna; e pensar a maneira com que a teoria estética de Adorno contribui para entendermos o estatuto da negatividade teológica e da mística na arte moderna e contemporânea.

 

Download do texto aqui

Advertisements

Leave a comment

Filed under Adorno, Dialetics, Eduardo Losso, Philosophy, Theology

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s