Ação e Reação: uma leitura da recepção histórica do Discurso da Servidão Voluntária

Luís Henrique Monteiro Nunes

Resumo:Nosso objetivo será identificar, na recepção histórica da obra de Étienne de La Boétie, um determinado padrão por nós caracterizado como ação e reação. Para cumprir tal empreitada, elegemos três momentos importantes da acolhida da obra, sobre os quais nos debruçamos e que nos levaram a concluir: a leitura do Discurso da servidão voluntária estimulou historicamente uma recepção inicialmente radical e mobilizadora, motivando em seguida uma reação que, via de regra, intenta domesticar a obra, desqualificando a leitura anterior. Examinaremos, por fim, se tal padrão de recepção pode nos informar algo acerca do próprio conteúdo da obra. Palavras-chave: La Boétie — servidão voluntária — tirania — político

Download do texto completo: recepcao-discurso-servidao-voluntaria

 

 

 

 

Advertisements

Leave a comment

Filed under La Boétie, Luís Henrique Monteiro Nunes, Philosophy, Politics, Tirany

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s