Sur Les origines de la domination politique: a propos d’Etienne La Boetie et de Pierre Clastres

Artigo de Pierre Birnbaum, em que o autor se propõe a realizar um balanço da proposta de antropologia política de Pierre Clastres à luz de Étienne de La Boétie. Neste, o autor realiza uma defesa da antropologia política de Lapierre, antropologia de cunho etnocêntrico e evolucionista, conforme as críticas operadas por Clastres no “Copérnico e os Selvagens”.

Leitura fundamental para interessados em Antropologia Política. Encontra-se na Revista Francesa de Ciência Política, publicada em 1977, v.1.

Disponível online aqui.

Advertisements

1 Comment

Filed under Anthropology, Birnbaum, Clastres, Domination, La Boétie, Philosophy, Politics, Sur les origines de la domination politique

One response to “Sur Les origines de la domination politique: a propos d’Etienne La Boetie et de Pierre Clastres

  1. Não li, mas se tem uma palavra da qual não gosto é “etnocêntrico”. Etnocentrismo é sempre sinônimo de “excludente”, “marginalizante” e o antônimo de “alteridade”.

    Não sei se já conheces, mas gostaria que visitasse, quando possível, este espaço: http://opensadorselvagem.org

    Abraço fraterno.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s