Tag Archives: A arte não compensa

A arte não compensa – Juremir Machado

Finalmente se sabe o que significa Bric, a sigla que contempla Brasil, Rússia, Índia e China como emergentes. Quer dizer Baixaria, Roubo, Impunidade, Corrupção. Os quatro países do futuro aparecem neste presente sem glória entre os campeões de suborno num ranking da Transparência Internacional. É aquela história do sujeito que cometeu uma pequena infração de trânsito e ouviu da autoridade competente: ‘Existem 50 maneiras de corrigir esse tipo de erro’. Ou daquele outro, acostumado a lidar com gente rápida no gatilho, que, pego em situação ‘desagradável’, disparou primeiro: ‘Negociação é tudo’. Ouviu o que desejava: ‘Eu não estou aqui para julgar’. Continue reading

1 Comment

Filed under A arte não compensa, aesthetics, Arts, Correio do Povo, Juremir Machado, Sociology